Think Pair Share

Para que me colocam no gol se sempre levo bolada na cara? 
Quarta-feira: 26 de maio de 2021.

Essa foi a frase que escutei da minha filha que entrou no carro ontem frustrada e suada pois, levou um monte de bolada na cara durante um campeonato na escola dela. Atualmente estamos enfrentando uma pandemia, que está afetando não somente a estrutura organizacional das empresas, como também, a realidade dos empregos atualmente.

Segundo Ademir Bueno, professor dos cursos de Gestão Estratégica Empresarial e Administração do Centro Universitário Internacional Uninter, “as mudanças ocorrerão na estrutura física, de organogramas e fluxogramas. Claro que isso não cabe para todas as empresas, nem de todos os tamanhos e segmentos”. E uma dessas mudanças, que inclusive já foi implantada de maneira definitiva por diversas empresas no mundo todo é o home office. Com isso, o professor Ademir Bueno aponta que “haverá novas relações, novas estruturas e maior flexibilidade, já que haverá dias de trabalho em casa e presenciais no ambiente de trabalho”. “Muitos torciam o nariz quando se inventava a instituir o home office. Hoje, entretanto, empregados e empregadores, com certeza, já pensam diferente. Não cabe discutir se o trabalho remoto é positivo ou negativo ainda, mas sim que foi possível e que foi factível fazer a alteração do local e tipo de trabalho executado até então”, completa o professor.
E essa já é a nova realidade que estamos vivenciando no dia a dia. Na minha situação tenho alunos que se adaptarem completamente às aulas online e da mesma forma tenho outros, que não conseguirem se adaptar a essa nova realidade.
Mas, e o que vai mudar na realidade dos empregos mais especificamente? Há meu ver, estamos passando por períodos de teste de como podemos reagir diante de novos desafios profissionais e pessoais e a capacidade em lidar com situações de fácil e difícil resolução, para que não tomamos tanto bolada na cara durante um campeonato de futebol.
Um artigo do Fórum Econômico Mundial apontou cinco grandes mudanças que surgiram no gerenciamento da força de trabalho durante a pandemia (e que as empresas precisam ter no radar):
“Requalificação rápida, estimulando o aprendizado também de novas habilidades.
Mudanças na capacidade de liderança e gerenciamento, indicando que liderança e cultura corporativa precisam focar em empatia.
Cultura de confiança, transparência e abertura, já que o período exigiu de todos serem mais compreensivos, até porque estão todos encarando as mudanças juntos.
Bem-estar individual e social, com a resiliência virando uma das prioridades da empresa.
Trabalho de uma maneira mais ágil, provado pela rápida adaptação que pessoas no mundo todo passaram para se adequar ao novo normal”.
E você já se adaptou a nova realidade? Se não leva em consideração alguns soft skills importantes para iniciar na sua nova jornada: paciência porque estamos iniciando um novo e longo processo de mudança, flexibilidade em entender como as coisas estão funcionando, capacidade em adaptar à novas estruturas organizacionais e novos regimes de trabalho, resiliência ou capacidade de adaptação e a mais importante é estar disposto a aprender todos os dias para não levar tanta bolada na cara.
Alessandra Souza-Kunzmann é co-fundadora da Think-Pair-Share Consultoria de Idiomas, atuou com assistente de projetos em empresas na Alemanha e customer attendant na Inglaterra e atualmente presta consultoria voltada para Gestão do Conhecimento em Pequenas e Médias empresas no Brasil.

Think Pair Share

COMECE A PENSAR EM OUTRO IDIOMA.

A Think-Pair-Share oferece uma série de cursos de Inglês, Alemão e Português para estrangeiros que fará  você interagir, trabalhar e se conectar em outra língua.

FALE CONOSCO

sua mensagem será respondida mais breve possível, obrigado pelo contato.

Think Pair Share

Rod. José Carlos Daux, 8600 - Sala 3, Bl:7
Santo Antônio | Cep: 88050-000
Florianópolis - SC

CONTATOS:

contato@thinkpairshare.com.br
Whatsapp: (48) 99999-6752

Fale Conosco pelo WhatsApp